Produção cerâmica no início do Neolítico em Portugal: dados recentes sobre os VI e V milénios a.C.


Resumen


Uma caracterização das primeiras cerâmicas neolíticas de Portugal (VI milénio a.C.) foi há poucos anos publicada nas páginas desta mesma revista. No entanto, a investigação mais recente tem vindo a dar atenção a três aspetos, que são discutidos aqui: 1) a relação entre cerâmica cardial e boquique, em que a primeira se pode considerar mais antiga se se atender a uma avaliação crítica da evidência cronoestratigráfica disponível; 2) os novos achados da chamada “cerâmica simbólica”, que incluem abundante evidência de representações antropomórficas e zoomórficas a par de exemplos, mais escassos, de plantas e representações solares; e 3) as análises petrográficas e químicas de cerâmica e argilas, que apontam para a conclusão segundo a qual peças cardiais e com cordões eram transportadas a longa distância por via marítima. Alguns sítios atualmente em estudo poderão proporcionar novos conhecimentos sobre
estes temas num futuro próximo.


Texto completo:

PDF

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.



http://ojs.uv.es/public/site/images/ripolles/by_nc_sa__88

SAGVNTVM is licensed under a Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 3.0 Unported

.
Creado a partir de la obra en ojs.uv.es.

Editada por el Departament de Prehistòria, Arqueologia i Història Antiga de la Universitat de València

ISSN electrónico: 2174-517X

ISSN impreso: 0210-3729

doi: 10.7203/SAGVNTVM